Visual Merchandising: como usar o vitrinismo para melhorar suas vendas

  • 13/jun/2019

Cerca de 85% dos consumidores toma a decisão de compra no ponto de venda, de acordo com Regina Blessa, especialista em merchandising e o Instituto de Pesquisas em Marketing Popai. Ou seja, apesar do crescimento do e-commerce no Brasil, o palco principal do varejo segue sendo o PDV.

 

 

Pensando nisso, o ponto de vendas deve ser montado para chamar a atenção do consumidor, além de ser estrategicamente organizado para influenciar na sua decisão de compra.

 

Entenda a importância do visual merchandising e como usá-lo estrategicamente para vender mais!

 

O que é visual merchandising?

 

O visual merchandising é a sistematização dos elementos de decoração, temas das coleções, exposição dos objetos, disposição dos manequins, layout da loja, iluminação e até da playlist tocada.

 

A comunicação visual de uma loja no ponto de venda envolve também o planejamento, a organização do espaço físico, as promoções, o remanejamento de produtos e o monitoramento sobre a recepção do consumidor.

 

O foco não é mais fazer com que uma pessoa entre em uma loja não saia de mãos vazias, mas proporcionar uma experiência agradável para que ela volte inúmeras vezes. Ao criar uma ambientação para tal, você o acolhe, mostra que sua empresa compreende seus desejos e necessidades e facilita a compra.

 

Como o vitrinismo, no visual merchandising, pode melhorar suas vendas?

 

Primeira visão dos produtos da sua loja, a vitrine deve refletir um mix de tudo que é comercializado lá. Ao compô-la, escolha no máximo três ou quatro cores para não causar poluição visual. É também importante mantê-las sempre atualizadas. Confira algumas dicas para criar uma vitrine mais atrativa.

 

Iluminação

 

Escolha a iluminação conforme seu objetivo. A fria (branca) deixa o ambiente mais claro, aumentando a visibilidade dos produtos. Já a quente (amarelada) revela detalhes, cores e texturas e é mais indicada para destacar um produto. Ela é ideal também para a mesa de prova, pois evita distorções nas cores dos produtos.

 

  • Procure sempre organizar os produtos por categoria, cores e estilos, para facilitar a busca do cliente;
  • Cartazes, banners, faixas, placas, móbiles, devem ser de fácil leitura;
  • Evite o excesso de informação e imagens e escrita e posicione as peças em pontos estratégicos, na altura dos olhos e sem interferir na circulação da loja.

 

Agora mãos à obra! Prepare seu ponto de venda com  base nas táticas do visual merchandising e ofereça aos seus clientes uma boa experiência de compra para aumentar ainda mais a lucratividade de seu negócio.

 

Fonte: FCDL MG

Compartilhe: